Rio Grande do Sul

RS EM ALERTA

Audiência Pública coloca em debate a estiagem no Rio Grande do Sul

Ainda sem solucionar as perdas da estiagem passada, agricultores se veem novamente atingidos pelo fenômeno climático

Brasil de Fato | Porto Alegre (RS) |
Audiência será realizada virtualmente nesta quinta-feira (26), às 14h - Reprodução

A Assembleia Legislativa do RS (ALRS), através de sua plataforma virtual, realiza na tarde desta quinta-feira (26) uma audiência pública para debater os efeitos da estiagem que vem afligindo a agricultura no estado, tanto no que se refere às perdas já consolidadas quanto às previsões climáticas que alertam para potenciais impactos ainda mais graves a partir do fenômeno La Niña na Safra 2020/2021. A atividade se dá através da Comissão de Agricultura, Pecuária, Pesca e Cooperativismo, a pedido dos deputados petistas Zé Nunes, Edegar Pretto e Jeferson Fernandes.

Em notícia veiculada pela Agência de Notícias da ALRS, os deputados proponentes se manifestaram sobre o tema. Zé Nunes relembrou que o estado passou por um severa estiagem que impactou a Safra 2019/2020, com perdas em vários cultivos, especialmente, nas lavouras de grãos. “Agora, quando inicia o plantio da Safra 2020/2021, novamente, temos informações que há deficiência de chuva, com atraso no plantio, que pode impactar a produção agrícola”, afirmou.

Pretto destaca as perdas já consolidadas neste momento e aponta para previsões pessimistas quanto ao possível agravamento da estiagem, situação que já vem sendo alertada há um bom tempo por meteorologistas, que associam a situação ao fenômeno La Niña. Para Pretto é necessário “discutir na audiência pública os potenciais impactos, visto que a agricultura está na base da economia do Rio Grande do Sul”.

Já Fernandes acentua a inoperância do governo do estado, que somente neste momento se manifesta prometendo um plano emergencial contra a estiagem. “É uma vergonha o governo Leite afirmar agora que vai criar um plano emergencial quando pedimos este plano desde janeiro, numa das piores estiagens que o estado já viveu” lamentou.

A audiência ocorre de forma virtual acontece nesta quinta-feira (25), às 14h, podendo ser acompanhada pelas redes sociais da Assembleia Legislativa. Os proponentes esperam a participação da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), Emater, Mapa, Ocergs, Unicafes, Fetraf, Fetag, Coceargs, Farsul, Famurs, Fecoagro, Aprosoja/RS.

Os efeitos da estiagem alcançam, além do estado gaúcho, Santa Catarina, Paraná e já podem ser sentidos até mesmo no sul de Mato Grosso do Sul.

* Com informações de Raquel Wunsch (Agência de notícias da Assembleia Legislativa) e assessoria dos deputados Zé Nunes, Edegar Pretto e Jeferson Fernandes


:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato RS no seu Whatsapp ::

SEJA UM AMIGO DO BRASIL DE FATO RS

Você já percebeu que o Brasil de Fato RS disponibiliza todas as notícias gratuitamente? Não cobramos nenhum tipo de assinatura de nossos leitores, pois compreendemos que a democratização dos meios de comunicação é fundamental para uma sociedade mais justa.

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

Edição: Marcos Corbari e Marcelo Ferreira