Rio Grande do Sul

Pandemia em números

Pelo quarto dia consecutivo RS tem cerca de 5 mil novos casos confirmados de covid-19

Estado apresenta maioria das regiões em bandeira vermelha e ocupação de leitos superior a 78%

Brasil de Fato | Porto Alegre |
Mapa preliminar da 36ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado apresenta 19 das 21 regiões Covid com alto risco epidemiológico - Divulgação SES SEPLAG

O Rio Grande do Sul registrou 66 óbitos nas últimas 24 horas pela covid-19, conforme boletim da Secretaria Estadual da Saúde (SES) divulgado nesta sexta-feira (8). Com isso, já são 9.359 vidas perdidas no território gaúcho desde o início da pandemia.

O estado também já registra 474.917 infectados pela doença, com a confirmação de 4.964 novos casos pela SES. É o quarto dia seguido com aproximadamente 5 mil novos casos registrados. Dos confirmados, 450.073 (95%) são considerados recuperados.

Porto Alegre é novamente a cidade com maior registro de óbitos (9), seguida por Canoas (8) e Novo Hamburgo (5). Na sequência, Cachoeirinha e Santa Vitória do Palmar tiveram 3 registros de mortes cada. Além destas, aparecem também as cidades de Pelotas, Alvorada, Esteio e Terra de Areia com 2 óbitos cada. Nenhuma outra cidade teve registro de mais de uma vítima fatal.

Dos 497 municípios gaúchos, apenas 86 não têm registro de vítimas fatais.

Em mapa preliminar, maioria das regiões do estado ficou em bandeira vermelha

De acordo com o mapa preliminar da 36ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado do governo do estado, 19 das 21 regiões Covid estão com alto risco epidemiológico, o que representa 95,8% da população gaúcha sob alto risco de contaminação e esgotamento de leitos. Somente as regiões de Ijuí e Santa Rosa ficaram na bandeira laranja.

Confira aqui a classificação prévia da 36ª rodada.

O governo do estado indica que entre os indicadores levados em consideração na classificação de risco, o que mais chama a atenção é o número de leitos de UTI livres em relação aos ocupados por pacientes com Covid-19: todas as 21 regiões receberam bandeira preta. O dado demonstra que a tendência já observada desde o mês de novembro, de elevada quantidade de pacientes internados, se manteve neste início de ano.

Informa ainda que o avanço no contágio do coronavírus também é um fator de preocupação, registrando uma alta de quase 100%: o registro de hospitalizações decorrentes da infecção pelo vírus saltou de 794 para 1.567.

O Comitê de Dados salienta de que há a hipótese deste crescimento ser um atraso nos registros das duas semanas anteriores causado pelos feriados de Natal e Ano-Novo. A hipótese das festas de final de ano causarem um estouro de contaminações já foi tratada pelo Brasil de Fato RS em entrevista com especialista.

Governo promete mais 168 leitos de UTI

Segundo informa a Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, serão instaladas nas próximas semanas 100 novos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) adulto para Covid-19, entre novos e reativados. Além destes, estão programados também 68 novos leitos de retaguarda operacional, que podem ser habilitados conforme necessidade. Todos eles estarão disponíveis para a população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Confira aqui a lista dos hospitais que receberão os leitos.

Também na tarde de hoje (8), o governador Eduardo Leite deu uma declaração que garante que o estado tem estoque de seringas, além de estrutura e logística preparada e planos de contingência, para o plano de vacinação que vier do Ministério da Saúde.

Segundo informa a diretora do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Cynthia Goulart Molina-Bastos, o Rio Grande do Sul tem 4,5 milhões de seringas em estoque e já abriu processo de compra para mais 10 milhões de unidades. Além disso, tem 5 milhões de agulhas que podem ser usadas em outras seringas caso necessário.

Taxa de Ocupação de leitos ultrapassa os 78% no estado

Às 18h de hoje, a ocupação em todo o estado estava em 78,1%, sendo 2.061 pacientes em 2.640 leitos de UTI. Na rede privada, a ocupação era de 92,1% e no Sistema Único de Saúde, 72,8%. Entre os internados, 872 (42,3%) têm covid-19 confirmada e 136 têm suspeita da doença.

Em Porto Alegre a taxa de ocupação das UTIs fechou o dia em 86,97%. Hospital da Restinga e Moinhos de Vento estão com lotação máxima. Os hospitais Nossa Senhora da Conceição, Mãe de Deus, Ernesto Dornelles, Porto Alegre, Cristo Redentor e Instituto de Cardiologia seguem com mais de 90% de seus leitos ocupados.

Entre os 701 pacientes internados na cidade, 277 têm covid-19 confirmada, 23 têm suspeita da doença e 3 estão na emergência aguardando UTI.

País ultrapassou a marca dos 200 mil mortos e dos 8 milhões de infectados

Segundo o Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (Conass), o país atingiu a marca dos 201.460 óbitos decorrentes da covid-19, além de 8.013.708 de infectados. O Conass registrou, nas últimas 24h, 962 óbitos e 52.035 novos infectados em todo o país, no quarto dia consecutivo com aproximadamente 50 mil infectados e mil óbitos.

O que é coronavírus?

É uma extensa família de vírus que podem causar doenças tanto em animais como em humanos. De acordo com a  OMS, em humanos, os vários tipos de vírus podem causar infecções respiratórias que vão de resfriados comuns até a crises mais graves como as provocadas pela síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS) e a síndrome respiratória aguda severa (SRAS). O coronavírus descoberto mais recentemente causa a doença covid-19.  

Como ajudar a quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.  

Como tirar dúvidas?

A Secretaria Estadual da Saúde recomenda à população e aos profissionais de saúde do RS que entrem em contato com a vigilância epidemiológica de seu município para esclarecimento de dúvidas. Nos horários que as repartições municipais não estiverem atendendo ao público, está disponível o telefone 150 - Disque Vigilância da SES. Questionamentos podem ser encaminhados também para o email [email protected]


:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato RS no seu Whatsapp ::

SEJA UM AMIGO DO BRASIL DE FATO RS

Você já percebeu que o Brasil de Fato RS disponibiliza todas as notícias gratuitamente? Não cobramos nenhum tipo de assinatura de nossos leitores, pois compreendemos que a democratização dos meios de comunicação é fundamental para uma sociedade mais justa.

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

Edição: Katia Marko