Rio Grande do Sul

Arte e Cultura

Especial Arte para Crianças e Jovens reúne artistas de 8 países para refletir o tema

O projeto "Arte como Ciência" apresenta entrevistas com artistas através das suas redes sociais e no canal do Youtube

Brasil de Fato | Porto Alegre |
Edição especial do projeto irá reunir artistas de diversos países para refletir a arte para jovens e crianças - Reprodução

O projeto "Arte como Ciência" apresenta entrevistas com artistas que desenvolvem um olhar reflexivo e científico sobre a produção artística e sua relação com a sociedade:

"A intenção é dialogar sobre o papel crucial e específico que as distintas criações artísticas desempenham na permanente formação pessoal e coletiva, em cooperação, mas não em subordinação, com outros campos do saber", informa Viviane Juguero, da organização do projeto.

Segundo ela, o objetivo desta edição especial, ao reunir este grupo de artistas-cientistas, é promover a reflexão científica sobre o papel social da arte, com base nas suas especificidades comunicativas, vinculadas às particularidades de diferentes contextos.

Por ser realizado em vários idiomas, a transmissão contará com traduções solidárias para o inglês e espanhol, realizadas por Celso Jr. e Paula Cabrera.

Em 2020 foram realizados três episódios, com entrevistas inéditas, ao vivo, com os brasileiros Jessé Oliveira e Richard Serraria, e a estadunidense Kathy Perkins.

Serviço:

Arte como Ciência | Episódio 05

Episódio especial em parceria com o CBTIJ/ASSITEJ. Participação de artistas e pesquisadores da Argentina, Estados Unidos, Índia, México, Moçambique e Nigéria, com o tema "Arte para Crianças e Jovens".

Data: 19 de janeiro de 2021 |  terça-feira | 14h30

Conheça o projeto através de suas redes sociais, no site oficial do projeto, no canal no Youtube, Instagram, Facebook e pelo e-mail: [email protected]

A organização do projeto informa que os artistas irão relacionar as especificidades dialógicas do teatro para crianças com o trabalho artístico que desenvolvem e o contexto em que o mesmo está inserido. A reflexão parte de questionamento proposto pela coordenadora pedagógica do projeto, Viviane Juguero, que atualmente encontra-se na Noruega, realizando pós-doutorado em teatro para a primeira infância na Faculdade de Educação e Artes da Universidade de Stavanger; e do coordenador de tradução solidária e assuntos da infância, além de presidente do Centro Brasileiro Teatro para a Infância e Juventude (CBTIJ), Cleiton Echeveste, sediado no Brasil, ambos com longa trajetória dedicada à criação e investigação de arte para crianças e jovens.

Também em território brasileiro, estão a coordenadora técnica do projeto, Daniela Israel, com diversas realizações audiovisuais para público infantil, e a coordenadora de divulgação, Simone Lersch, com amplo trabalho de assessoria de imprensa na área.

Confira os melhores momentos do quarto episódio, com Kathy Perkins, sobre antologias de peças africanas e da diáspora africana, criadas por mulheres:


:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato RS no seu Whatsapp ::

SEJA UM AMIGO DO BRASIL DE FATO RS

Você já percebeu que o Brasil de Fato RS disponibiliza todas as notícias gratuitamente? Não cobramos nenhum tipo de assinatura de nossos leitores, pois compreendemos que a democratização dos meios de comunicação é fundamental para uma sociedade mais justa.

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

Edição: Katia Marko