Rio Grande do Sul

Internacional

Escritor dedica carta em homenagem aos jovens que estão lutando na Colômbia

Carta é destinada aos jovens de Puerto Resistencia, localidade considerada o epicentro dos protestos na cidade de Cali

Brasil de Fato | Porto Alegre |
Em Cali, familiares e amigos homenageiam manifestantes assassinados pelo Estado colombiano na última semana - Luis ROBAYO / AFP

O escritor colombiano William Ospina escreveu uma carta em homenagem "a todos os jovens que se encontram lutando na Colômbia por uma sociedade mais equitativa". A carta, redigida originalmente em espanhol, foi traduzida pelo Coletivo de Colombianos em Porto Alegre.

Você pode conhecer mais sobre o Coletivo aqui, e conferir a carta original em espanhol aqui.

::Entenda as recentes manifestações que estão acontecendo na Colômbia::

A carta de Ospina é destinada aos jovens que lutam na localidade de Puerto Resistência, considerado o epicentro dos protestos na cidade colombiana de Cali. Segundo o Coletivo, o texto é um convite a sonhar por um futuro melhor e a celebrar a vida. Esperam também que sua leitura inspire a todos e todas a lutar por uma existência digna, justa e plena.

Carta de William Ospina para os Jovens de Puerto Resistência

"Estivemos sempre juntos, mas só agora estamos juntos. Sempre nos conhecemos e apenas começamos a nos conhecer. Quem são estas e estes jovens firmes e comovidos que nos falam pela primeira vez? São o que fomos, sonham o que sonhamos, fazem finalmente o que sempre quisemos fazer. Estão aqui faz séculos e, contudo, acabam de nascer, e através dos seus lábios falam estes mares, e por suas mãos correm estes rios, e são de todas as cores: têm nascido nos vales, nas montanhas, nos litorais, nas cidades.

São a voz de um país descobrindo sua dignidade, reclamando finalmente o que lhe devem há vários séculos; a pátria que todos merecemos, a felicidade que nos usurparam, os mortos que levaram os rios, o pão que não colocaram na nossa mesa, a educação que lhes pintaram como um luxo quando deveria ser o maior direito.

O que é o que esses jovens querem? Pois o que quer todo pássaro: poder voar e cantar; o que quer todo rio, poder seguir seu caminho; o que sonha toda vida, celebrar o mundo, merecer um destino, desfrutar deste breve tempo que nos deram sem sentir esse gosto amargo de que a terra é de poucos, de que a vida verdadeira é de poucos, de que temos que deixar morrer as ideias nas nossas cabeças, o talento em nossas mãos e o amor em nossos corações, porque o país é de quatro donos, porque os que têm a terra ao invés de coloca-la a produzir, cobrem ela de arame, porque os que creem ter a cultura querem guardá-la em caixa forte.

Avante, os filhos de uma geração mais orgulhosa e mais corajosa! Vocês merecem tudo: não se conformem com migalhas. O Estado tem dito que vai lhes oferecer educação superior gratuita. Tal vez seja uma boa decisão, mas não é suficiente. Se muitos jovens não podem nem sequer terminar o ensino médio, como poderiam entrar na universidade mesmo que não lhes cobrem matrícula? Muitos não têm o que comer nas suas casas, e muitos têm inclusive filhinhos para sustentar.

Agora é a educação o que deve mudar. Temos visto muitos formados da universidade que não encontram um lugar na sociedade e têm que ir embora procurar em outro lugar o que seu país devia lhes dar. Aqui não bastam os diplomas: precisamos de um país que ofereça alternativas, que valorize o talento, que esteja para nos engrandecer e não para nos desprezar cotidianamente.

Mas só assim mudam os tempos: quando cada quem sabe o que vale e já não se resigna simplesmente a pedir, mas exige, propõe e impõe as mudanças.

Alguém acreditará que é demais não lhes cobrar por apreender. Eu falo que a sociedade deveria lhes pagar por aprender. Lhes permitir ser médicos, engenheiros, matemáticos, químicos, arquitetos. Mas ter também, enquanto estudam, saúde, renda, tempo livre, o que alguns sempre tiveram e aqui as maiorias nunca os teve.

Vocês já compreenderam que país grande poderíamos ser se nossos talentos fossem cultivados. E se a educação é o melhor investimento de um país, por que haveria de se pagar tanto por ela? O país deve investir nos seus jovens, não só em alguns, em todos, e não os deixar abandonados nas fronteiras do perigo e da morte, e lhes permitir que cada qual atenda sua vocação: serem também empresários, artistas, agricultores, artesãos, comerciantes, músicos, inventores.

Têm coisas que se apreendem nas aulas, têm outras que se apreendem nas ruas, têm outras que se apreendem nas florestas. Que o país abra suas aulas de montes e de rios, de mares e pampas, ali onde há que apreender agora as ciências mais necessárias: como curar a água, como salvar o mundo, como produzir alimentos orgânicos, comida saudável, como mudar as fontes de energia, como proteger as abelhas e os jaguares, como limpar os rios, como criar uma economia justa, como fazer uma indústria que não contamine, uma arquitetura que dialogue com a natureza e com o clima, como fazer cidades belas, amáveis com a sua gente.

Não todas as profissões estão inventadas, o mundo nos demonstra que há muito que criar, muito que transformar, uma nova forma de habitar na terra, e todo isso está brotando, e o que vocês fazem hoje, reclamar com valentia, lutar com firmeza, fazer-se respeitar ante os poderes vaidosos e muitas vezes corruptos, é parte desse mundo novo que está nascendo.

Não: não é só a Colômbia que está despertando em Porto Resistência, e em todos os portos resistência que há no país: é um novo mundo, é o futuro que nos têm usurpado, é a alegria que nos proibiram, é a solidariedade que nos negaram, é a esperança imensa para um planeta que está caindo aos pedaços, e talvez frente a vocês haja jovens com uniforme que saibam que precisam do mesmo futuro.

É a certeza antiga de que a voz do povo é a voz de Deus, e que a juventude está mais perto da natureza e é a melhor aliada da vida. É a prova de que o vigor, a beleza e a alegria são dons que a vida dá à espécie para que saiba renascer a tempo das suas cinzas, para que invente uma vez mais o mundo"


:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato RS no seu Whatsapp ::

SEJA UM AMIGO DO BRASIL DE FATO RS

Você já percebeu que o Brasil de Fato RS disponibiliza todas as notícias gratuitamente? Não cobramos nenhum tipo de assinatura de nossos leitores, pois compreendemos que a democratização dos meios de comunicação é fundamental para uma sociedade mais justa.

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

 

Edição: Marcelo Ferreira