Rio Grande do Sul

MÊS DO ORGULHO

Em sua 16ª edição, Parada de Luta LGBTI reúne multidão em Porto Alegre

Milhares de pessoas participaram da celebração da diversidade que iniciou na Redenção e terminou na orla do Guaíba

Brasil de Fato RS | Porto Alegre |
Organização estima que evento realizado neste domingo (2) contou com mais de 30 mil pessoas - Foto: Jorge Leão

Milhares de pessoas participaram da 16º Parada de Luta LGBTI, neste domingo, em Porto Alegre. No início da tarde, reuniram-se no Parque da Redenção ativistas, artistas, movimentos sociais e autoridades. Após houve caminhada puxada por trio elétrico, que encerrou na orla do Guaíba, com apresentações culturais que seguiram até a meia noite.

A parada encerrou as celebrações em alusão a mês do Orgulho LGBTQIAPN+, visto que 28 de junho é o Dia Internacional do Orgulho LGBT. O organização do evento estima que mais de 30 mil pessoas participaram da atividade.

:: 'Quem é LGBT não pode ter medo de ser, apesar da violência', diz autora de dossiê de mortes ::

O coordenador e apresentador da Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre, Roberto Seitenfus, ressalta que o dia não é somente de festa, mas também de luta. Segundo ele, a mobilização representa um importante espaço de visibilidade.


Roberto Seitenfus lembra que dia é de celebração e de luta / Foto: Jorge Leão

"A gente passou por quatro anos de destruição de políticas públicas e, nesse momento, sair às ruas, e o simples fato de estarmos nas ruas, é politicamente muito importante. Não só para dizer que sobrevivemos, mas para dizer que existimos e queremos direitos", afirma.


Gabriel Castro manda recado para a homofobia: "Eu sou assim, e daí?" / Foto: Jorge Leão

Presente no ato, o ativista Gabriel Castro fala sobre o significado de sair para as ruas e mostrar o orgulho de ser quem é. "É olhar na cara da homofobia e dizer eu sou assim e daí?", diz.


Letícia Dumont: "Vamos lutar pelas nossas causas" / Foto: Jorge Leão

A drag queen Letícia Dumont comenta que não participava de uma parada LGBTI há cinco anos, por conta da pandemia. "Estou de volta, estou aí. Vamos lutar pelas nossas causas, aquela coisa toda, maravilhosa! Grande beijo e a parada está aí para a gente respeitar."

A orgnização da parada foi de movimentos como a ONG Desobedeça LGBT, o Grupo Conexão Diversidade, a Aliança Nacional LGBT e a Aliança Gaúcha LGBT, com apoio do governo estadual e da Prefeitura Municipal de Porto Alegre.

Confira mais fotos:


16º Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre / Foto: Jorge Leão


16º Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre / Foto: Jorge Leão


16º Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre / Foto: Jorge Leão


16º Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre / Foto: Jorge Leão


16º Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre / Foto: Jorge Leão


16º Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre / Foto: Jorge Leão


16º Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre / Foto: Jorge Leão


16º Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre / Foto: Jorge Leão


16º Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre / Foto: Jorge Leão


16º Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre / Foto: Jorge Leão


16º Parada de Luta LGBTI de Porto Alegre / Foto: Jorge Leão


Edição: Marcelo Ferreira