Rio Grande do Sul

PANDEMIA

Com 316 casos confirmados, Rio Grande do Sul registra quinta morte por coronavírus

Casos positivos estão em 53 cidades gaúchas; no Brasil, são 6.932 casos confirmados e 246 mortes

Brasil de Fato | Porto Alegre |
Depois de Porto Alegre, cidades com mais casos confirmados no Estado são Bagé, Caxias do Sul e Canoas - Foto: Reprodução

A quinta morte em decorrência do coronavírus foi confirmada no Rio Grande do Sul, conforme divulgou a Secretaria da Saúde de Porto Alegre nesta quarta-feira (1). Residente na capital, trata-se de um homem de 59 anos sem histórico de doenças prévias que estava internado desde o dia 20 de março.

É o terceiro óbito na capital por covid-19. Nas redes sociais, o prefeito Nelson Marchezan Jr. lamentou a notícia e reforçou a necessidade de esforço coletivo “para que esse número não aumente e que a nossa cidade, com a união de todos, vença essa pandemia”. As outras duas vítimas no Estado são pessoas das cidades de Novo Hamburgo e Itoti.

O boletim municipal aponta 208 casos confirmados, um aumento de 18 em relação ao dia anterior. Traz ainda que já são 27 casos de cura em pacientes de Porto Alegre, 20 homens e 7 mulheres. São consideradas curadas as pessoas assintomáticas há pelo menos 14 dias do início do quadro. Os serviços de Unidade de Terapia Intensiva da cidade apresentam 32 casos suspeitos e 25 casos confirmados.

No levantamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES), também desta quarta, já são 316 casos confirmados para coronavírus em território gaúcho. Com 53 cidades apresentando casos positivos, o boletim estadual traz 190 casos confirmados em Porto Alegre, 15 em Bagé, 13 em Caxias do Sul, 8 em Canoas e 7 em Lajeado.

Para combater o avanço da doença, o governador Eduardo Leite determinou o fechamento do comércio em todo o RS até o dia 15 de abril e aumentou a suspensão das aulas até o dia 30. Já em Porto Alegre, o prefeito decretou estado de calamidade, prorrogando as medidas de isolamento também até o dia 30.

No Brasil, a divulgação mais recente do governo federal, divulgada na manhã desta quinta-feira (02), apresenta 246 mortes pela doença e 6.932 casos confirmados.

Como tirar dúvidas

A Secretaria Estadual da Saúde recomenda à população e aos profissionais de saúde do RS que entrem em contato com a vigilância epidemiológica de seu município para esclarecimento de dúvidas. Nos horários que as repartições municipais não estiverem atendendo ao público, está disponível o telefone 150 - Disque Vigilância. Questionamentos podem ser encaminhados para [email protected]

 

Edição: Marcelo Ferreira